Fardo de plumas

Para muitas coisas, a vida nos anestesia. Para algumas, é necessário fingir que nada sente, ou que sente na hora conveniente… para os outros.

Para a maioria deles, o meu silêncio.

Viver é um fardo de plumas. Se bater um vento mais forte, você é livre.

Mas, não há vento no porão da alma.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *