vou dar-te férias de mim

vou dar-te férias de mim
férias de tudo
que sou dentro de ti
fora do mundo

vou dar-te férias de mim
por um segundo
para que vejas quem sou
de longe e mudo

vou dar-te férias de mim
pra que te esqueças
que sou jovem hoje
e anoiteças

vou dar-te férias de mim
sente saudades
cala contigo esta dor
e a arremata

vou dar-te férias de mim
que não me vejas
por uma noite ao menos
e amanheças

vou dar-te férias de mim
sozinho fiques
até quando me cansar
deste limite

vou dar-te férias de mim
mas não te animes
porque amanhã hei de voltar
a teu convite

vou dar-te férias de mim
férias de tudo
e que o amor seja a sós
o meu reduto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *