soubesse

soubesse que a espera pode levar dias
tantos dias quentes, tantas noites frias
e pela frente ainda mais vidas…

soubesse que a vida não é tão triste
em sua beleza cotidiana
de uma graça quase cinza

que o tempo não tem relógio no pulso
e suas horas mortas matam de leve
mas que as dores são agudas

soubesse que eu e você não seria assim tão fácil
carregava esses anos nos braços
e levava até o fim para o nosso começo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *