porque se contenta com pouco

quando o nada é promessa
de uma vida tão modesta
nada é o que se espera
dessa vida de porvir

quando o pouco se apresenta
tanto enche os olhos dela
e preenche as lacunas
do vazio da promessa

quando o muito se lamenta
de não ter o pouco dela
dessa sorte que contenta
o tão pouco que a alegra

e atormenta dia adentro
porque pouco é quase nada
e pra ela é mais estrada
não importa o dissabor

lembra que nada é previsto
ao surgir tão pouco, lindo
de tão longe, muito vindo
por escassos serem os seus

ela que nada teria
brinda o pouco todo dia
por menor que ele seja
por tão grande alegria

e o pouco permanece
na vida, nada presente
com a lição de se bastar
sorte, muito é ser suficiente

* Porque se contenta com pouco é música de Christiaan Oyens e letra de Lívia Gusmão

One Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *