outra esquina

olhando daqui de cima
onde as preces são recebidas
eu me permito mas não devia
ser sua agora e por mais um dia

avaliando daqui do alto
de onde vejo o que deus cria
eu me permito mas não devia
ser seu amor, sua rotina

miro de longe aquele rio
que apressado corre pro mar
eu me permito mas não devia
deitar no leito da hora vazia

o vento forte cobre meus olhos
vendando todos os meus desejos
daqui do alto, salto tranquila
pra te encontrar em outra esquina

One Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *