Noite e dia

Na verdade
O problema é você
Você fala coisas que
Eu gostaria de ter escrito
Rouba a cena de qualquer poeminha meu
Eu sei que você sente
Você sente as coisas como eu
E a gente sofre
Você aí e eu aqui
Você soltando flores pela boca
E eu arrancando pedras da caneta
Desculpe
Gostaria de ser sua
Aquela que se alimenta de suas palavras
Aquela que ouve o seu olhar
Aquela que beija sua boca
Entreaberta para me ver
Aquela que sente inveja de você
Aquela que deita a cabeça no seu colo
E canta
E pede para não me deixar
Aquela que o consola
Laissez faire, laissez passez
Aquela, mon amis,
Que diz boa noite
Esperando acordar com seus
Poemas e canções
Bon jour, mon amour
E nos beijamos outra vez

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *