Mulher

De repente senti um forte desejo de ser mulher.
Aquilo ecoou em minha mente de uma forma tão agradável
Que eu mal pude conter a satisfação de
Em breve ter as marcas do meu tempo.
É aquele não ser menina,
Falsa inocência misturada ao falso saber.
É ter a certeza de poder finalmente
Falar de ser mulher.
É ter o respeito da exata experiência,
Nem mais nem menos,
Adquirida pelo simples viver.
E não mais as suposições criadoras
De uma inteligência sem rugas.
Mulher.
É bom.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *