fantasma

de todas as partes do meu corpo,
você gostava mais do meu estômago.
dizia que ele era forte
por conta da vida.
desde o último encontro,
sinto sua falta,
mas sinto aqui dentro
um espaço oco.
você levou embora meu estômago.
você levou justo ele,
que suportava minha dor.
disse que precisava de um reforço.
eu concordei.
depois disso,
me sobraram as dores
da ausência.
e agora já não sei
se a dor que sinto é mesmo minha,
ou se ela é o fantasma da sua.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *