excessos

o resto do açúcar
no fundo do copo d’água
me dá a dimensão exata
de quem eu sou sem você.
excesso para o líquido
sem gosto de antes
salgado de agora.

esse andar sem chão
quando pra frente
não é direção,
quando pra você
de fato morreu
esse tanto de açúcar
que sou eu.

2 comentários sobre “excessos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *