caso diário

esse poço de fundo raso
no espaço quer abraço
e chorar enrustido
entre pele e vestido
soltar a língua
fechar os olhos
e comer prato cheio
desse corpo requentado

Um comentário sobre “caso diário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *