Bebê

Em seu sono profundo
Maria respira
Suspira Luíza
Com sua leveza
Paz de quem acabou de nascer.
Com o choro me desperta,
Seu jeito de dizer,
E seu sorriso ainda sem razão certa
Mantém meus olhos abertos
Durante dias, marejados
Em momentos alternados
Por não me conformar com a beleza
Tão Maria, tão Luíza
A pureza de Maria Luiza.

2 Comments

  1. Alguém que veio “preste” mundo por outra pessoa, se bem recebida vai querer ficar e chamar de mamãe pra sempre, rs. A beleza dos bebês é profunda e naturalmente despertada aos olhos de uma boa mãe. Ficou muito bom!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *